USO DE SENSORIAMENTO REMOTO NA ESTIMATIVA DO ÍNDICE DE ÁREAFOLIAR EM EUCALYPTUS


O uso de índices de vegetação para estimar o Índice de Área Foliar (IAF) tem sido utilizado principalmente em plantios comerciais de Eucalytptus, mas não nas áreas experimentais.

Os objetivos deste estudo foram: i) uso de imagens dos sensores RapidEye para estimar IAF de clones de eucalipto em uma área experimental; ii) verificar se a banda de borda vermelha do satélite RapidEye, nos índices de vegetação, melhora as estimativas do IAF.

Utilizamos um ceptômetro para medir o IAF de 11 clones (parcelas) em um experimento de eucalipto do Projeto TECHS, na Estrela do Sul (Minas Gerais, Brasil), para confrontá-los com os

índices de vegetação NDVI, SR, NDVIedge, SRedge, sendo estes dois últimos com o uso de banda de borda vermelha.

Os índices de vegetação foram eficientes na estimativa do IAF dos diferentes clones de eucalipto. A banda de borda vermelha aumentou a precisão das equações de estimativa do IAF quando usada nos índices de vegetação NDVIedge e SRedge.


Link de acesso a esse trabalho:

http://marte2.sid.inpe.br/rep/sid.inpe.br/marte2/2015/06.15.16.42.05


Créditos: Clayton A. Alvares, Eduardo M. de Mattos, Otávio C. Campoe, Ana H. C.

Marrichi, José L. Stape.


#sensoriamento#drone#vant#sensoriamentoremoto#remotesensing#sensing#georreferenciamento#georeferencing#agronomia#irrigação#pivocentral#agro#campo#irrigation#agronomy#engenhariaambiental#meioambiente#reflorestamento#engenheiro#ambiental#projetosambientais

1 visualização0 comentário